Voltar

Como funcionam as esteiras transportadoras industriais?

As esteiras transportadoras industriais existem com objetivo de dar velocidade à produção de uma fábrica. Esse dinamismo contribui para o funcionamento perfeito das linhas automatizadas, potencializando resultados.

Também há a redução de desperdício de energia elétrica sem prejudicar a qualidade dos produtos. Neste post, vamos entender como surgiram e como funcionam as esteiras transportadoras industriais.

 

Início das esteiras transportadoras industriais

Voltemos até o ano de 1919, quando tem-se notícias dos primeiros sistemas de esteiras transportadoras industriais. Primeiramente elas aparecem no contexto do crescimento industrial pós-Revolução Industrial, para redução de tempo. Logo, as esteiras transportadoras industriais podiam ser automatizadas, dependendo da aplicação ou segmento da indústria necessita.

 

Estrutura das esteiras industriais

As esteiras transportadoras são um sistema simples: formadas duas ou mais polias, uma correia feita sob medida, uma viga de aço inoxidável com guias de baixa fricção e a esteira.

Geralmente, é feita em borracha de alta resistência, assim como seus demais componentes, que possuem altíssima resistência a químicos agressivos e são fáceis de limpar, tornando as esteiras industriais adaptáveis aos sistemas do transportador.

Esteira transportadora de garrafas para produção

Setores que utilizam esteiras

A mineração é um dos setores que se beneficia das esteiras industriais. Este equipamento costuma ser utilizado no transporte de sacarias e na área de construção. Além disso, encontramos esteiras transportadoras industriais em segmentos de processamento de alimentos. Assim como no ramo farmacêutico e nas indústrias do ramo de higiene, por exemplo.

 

Entenda seu funcionamento

Já falamos de seus componentes, e por fim, vamos entender como as esteiras transportadoras industriais funcionam. Primeiro, as duas polias movimentam a esteira, que é plana e firme, oferecendo segurança e resistência para as esteiras transportadoras industriais durante as operações.

Este deslize conduz uma correia que movimenta a esteira ao longo do caminho que ela vai percorrer. Lembremos que, no caso das esteiras industriais, a correia pode ser de tipos diversos, como corrugado pirâmide, talisca em V, lisa ou em PVC, de acordo com a necessidade do maquinário.

Por fim, o acionamento adequado destas esteiras acontece em conjunto com um motorredutor. Este conjunto é que permite que à correia possibilitar o movimento das esteiras de forma uniforme e contínua, de acordo com a velocidade desejada na linha de produção.